Como Funcionam os Mecanismos de Busca?

Como funcionam os mecanismos de busca?

Embora os mecanismos de pesquisa sejam basicamente apenas navegadores da internet, seria impossível imaginar a internet sem eles. Devido ao tamanho e à profundidade da World Wide Web, essa riqueza de informações torna-se sem sentido ou inutilizável sem os mecanismos de busca.

Os mecanismos de pesquisa basicamente executam três tarefas:

1) Eles pesquisam a World Wide Web usando palavras ou frases específicas.
2) Eles indexam os resultados que eles encontram e seus lugares.
3) Eles fornecem um acesso de usuários a este índice e a capacidade de pesquisá-lo usando combinações de palavras ou frases de sua escolha.

Hoje, os sites de busca executam bilhões de consultas a cada dia e estão constantemente em processo de evolução e reinventando seus serviços para equilibrar as necessidades de sites, usuários e anunciantes.

Tudo começa com algo chamado aranhas (também chamadas de rastreadores) e quão apropriado o nome, tendo em mente que a internet é chamada de World Wide Web.



As aranhas são interbots ou robôs compostos por software ou codificação. Assim como as aranhas reais, as aranhas da internet fazem algo chamado de rastreamento na web ou simplesmente rastejando, para criar enormes listas do que é encontrado na internet.

Rastejar é o ato de navegar, indexar e copiar feito por aranhas. Elas começam com um servidor muito popular ou um site popular (uma parte ocupada da web) e rastreiam o caminho para fora em todos os links encontrados nesse site ou servidor, comportando-se praticamente como aranhas reais na forma como eles se espalham.

Fato interessante: o Google começou com apenas quatro aranhas que liam 600 kilobytes por segundo, uma figura risível para hoje. Isso nos mostra o quanto a World Wide Web cresceu.

Embora o Google tenha sido o primeiro a usar aranhas, seu uso se espalhou por toda a comunidade dos mecanismos de buscas e a busca de novas aranhas, mais rápidas e mais criativas eram sempre o alvo a atingir.

As aranhas realizam a indexação de tudo o que elas “lêem”, usando, entre outras coisas, algo chamado de meta tags que são as descrições das palavras-chave ou frases sob as quais o proprietário do site gostaria que seu site fosse indexado.



As meta tags ajudam as aranhas a entender o que a página é. Os webmasters podem usar palavras ou descrições nas meta tags que são imprecisas ou referenciam tópicos que são mais buscados na web mas que não refletiam o real conteúdo de seu sites, para se proteger contra isso, as aranhas são projetadas para correlacionar as meta tags com o conteúdo encontrado no site e chegar a sua própria compreensão de onde a página pertence a um índice.

O próximo grande órgão na anatomia de um mecanismo de pesquisa é o algoritmo que ele usa. Algoritmos são codificação de computador ou, melhor, software que é projetado para levar as palavras que você coloca na barra de pesquisa e fornecer os resultados mais relevantes dos índices que as aranhas criaram. Eles são os “criadores de respostas” que fazem do site de busca um atendedor de chamadas.

Eles dependem de sinais ou pistas dos sites indexados para encontrar rankings de resultados de pesquisa.

Esses sinais variam de quando foi publicado o conteúdo de um site, se foi visitado recentemente e a região à qual pertence o usuário que faz a pergunta. O Google sozinho é conhecido por usar cerca de 200 tipos de sinais, ajudando seus algoritmos a criar listas de pesquisa sempre que você pressiona esse botão de “pesquisa” em seu computador.

Continue lendo as demais aulas deste CURSO ONLINE GRÁTIS – Curso SEO – Otimização de Sites

Avalie esta página! Obrigado!

Como Funcionam os Mecanismos de Busca?
5 (100%) 1 vote

15 de novembro de 2017

0 responses on "Como Funcionam os Mecanismos de Busca?"

Deixe sua mensagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

gyncursos.com.br © Desenvolvido por GYN SITES