Web Analytics: Métodos de medição de tráfego na web

Web Analytics: Métodos de medição de tráfego na web

1- Uso do site
• Número de visitas e sessões
• Quantas pessoas visitou mais de uma vez o site
• Informação geográfica
• Atividade do motor de busca

2- Referentes
• Quais sites estão enviando visitas para seu site
• Os termos de pesquisa utilizados pelas pessoas para encontrar seu site
• Quantas pessoas colocam marcadores para o site?

3- Análise do conteúdo do site
• Principais páginas de entrada
• Páginas mais acessadas
• Principais páginas de sessão única
• Principais páginas de saída
• Principais Caminhos percorridos através do site
• Eficácia do conteúdo-chave

É imperativo para os proprietários de site avaliar o desempenho do seu site com base nas métricas básicas exibidas acima. Conhecer o tipo de visitante é significativo porque há algumas pessoas que visitam seu site pela primeira vez, enquanto outras são regulares. O cálculo de visitantes únicos e sessões únicas é igualmente importante para o site. Os visitantes únicos foram calculados usando cookies e isso ajudou os analistas a rastrear o comportamento individual do consumidor. No entanto, a segunda abordagem em que as sessões únicas são calculadas é mais adequada para necessidades comerciais porque, em cada nova sessão, uma empresa pode comercializar seu produto ou serviço para os usuários, sejam eles novos ou visitantes regulares.



Existem oito métricas comuns para a análise do site e estas são exibidas abaixo:

Métricas

Descrição

Tipo da Visita Quem está acessando o site (retornando, exclusivo, etc.)
Tempo da Visita A quantidade total de tempo que um visitante gasta no site
Estatisticas da demografia e sistema A localização física e a informação do sistema utilizado para acessar o site
Informação da pesquisa interna no site Informações sobre palavras-chave e páginas de resultados obtidos usando um mecanismo  de busca dentro do site
Caminho do visitante A rota que um visitante usa para navegar pelo site
Principais páginas As páginas que recebem o maior tráfego
URL de referência e palavra chave Quais sites direcionaram tráfego para o seu site e quais
palavras-chave que os visitantes estão usando para encontrar o site
Erros Todos os erros que ocorreram ao tentar recuperar alguma página

 

Tempo médio no Site (ATOS)
O tempo médio no site é outra maneira de medir a quantidade de tempo que os visitantes passam visualizando o conteúdo do site. As medidas utilizadas incluem a informação sobre os usuários que ficam por menos de 5 segundos e aqueles que passam mais tempo. Diferentes intervalos são utilizados, mas o objetivo básico é garantir que a duração da visita no site seja a mais longa possível. Se o visitante passou um curto período de tempo no site, isso significa que o usuário não encontrou conteúdo relevante ou chegou ao site por acidente. Isso pode ser rastreado até aos sites que encaminharam o usuário ao seu site e você pode facilmente descobrir quais sites estão enviando tráfego irrelevante.

Pesquisa interna no site
A busca interna é outra maneira que os sites tentam descobrir mais sobre seus visitantes. A busca interna é basicamente a facilidade oferecida aos usuários para permitir buscas específicas dentro do site, ou seja, você pode procurar o conteúdo digitando sua consulta. Esses dados podem ser usados ​​para informar os sites sobre os produtos / serviços a oferecer, quais os produtos que devem ser mais acessíveis, o que a maioria dos clientes preferem, quais problemas eles enfrentam, etc. O site pode fazer ofertas personalizadas e até mesmo usar as palavras exatas ao gosto do clientes / usuários nos títulos e descrição das páginas de seu site.

Caminho do visitante
Aqui está outra ferramenta importante para entender como os usuários chegam em seu site e o que eles fazem uma vez que chegam. É importante que as empresas de comércio eletrônico conheçam possíveis problemas no caminho de um usuário, tipo; selecionando um item, colocando no carrinho e finalizando a compra. Outra abordagem para entender isso é ter em mente que as ações dos usuários não são todas lógicas e podem ser aleatórias. A única maneira de entender o caminho do visitante é rastreá-lo de volta para a última página que a pessoa estava visualizando. Em sites diferentes, as pessoas geralmente passam por uma série de artigos ou itens antes de clicar em algo. Essa compreensão do caminho do visitante permite que os desenvolvedores de conteúdo apresentem melhores materiais e informações para os usuários.

Top páginas
As principais páginas de acesso são outra métrica, que inclui as top páginas de entrada, top páginas de saída e páginas mais populares do site. É intuitivamente fácil de entender por que otimizar o conteúdo nas principais páginas de entrada e nas páginas mais populares como algo essencial, enquanto as top páginas de saída permitem aos desenvolvedores de conteúdo identificar e eliminar os problemas que os usuários enfrentam em tais páginas. Os analistas também podem alinhar os objetivos de negócios com as principais páginas, ou seja, se as páginas mais acessadas são as páginas secundárias em um site e elas realmente não ajudam a aumentar as vendas, então o objetivo do negócio não está sendo alcançado.



Outras métricas
Outras métricas significativas incluem links referentes, que ajudam um usuário a chegar no site. Isso pode incluir resultados de sites de busca, um link em outro site, um link em um blog, através de páginas nas redes sociais, emails, marcadores pessoais, etc. Se o referente não estiver trazendo tráfego suficiente, talvez você precise pensar sobre a colocação de link em outros sites . As palavras-chave são outra ferramenta muito importante que ajuda os desenvolvedores de conteúdo a descobrir as palavras e frases mais procuradas, que podem incluir em seu próprio conteúdo para obter mais tráfego. Por último, a identificação de erros é extremamente significativa na resolução dos problemas ou falhas do seu site, pois, de outra forma, as pessoas ficarão desanimadas ao acessar seu site se eles com freqüência tiverem encontrando erros quando estiverem acessando alguma página de seu site.

Usando arquivos de log
A análise de arquivos de log foi o primeiro tipo de análise da web, que decorreu da descoberta sobre o número de hits que uma página recebeu. Durante as visualizações de páginas nos meados da década de 1990, solicitava a visualização de uma página e visitas / sessão, ou seja, solicitações de um usuário exclusivo após cada 30 minutos de período de inatividade, também foram utilizados como instrumentos de medição. Os contadores da Web também foram amplamente utilizados em sites, o que mostrava o número de vezes que o site havia sido visitado.
No rastreamento utilizando o método de arquivos de log, os arquivos eram salvos no servidor do webhost, o que ajudava na coleta dos dados do usuário, como o tempo gasto em um site, o número de páginas visitadas, a última página visualizada ou a página de saída, etc. O método por arquivo de log era comum porque era econômico e acessível para as empresas extrairem informações desta maneira. Os arquivos de log existem independentemente de seu uso para análise da web, portanto, nada precisa ser modificado ou adicionado no site para registrar informações dessa maneira. O software necessário para ler esses arquivos de log é apenas uma despesa única e não há custos adicionais de análise na web.

Marcação de página
A idéia de usar contadores da web foi utilizada até o final da década de 1990, o JavaScript era incorporado na página como uma código invisível, que fornecia informações sobre o visitante. Outros tipos de informações também podiam ser extraídos, como o tamanho da tela do usuário e o preço dos itens comprados. Cada página da Web possuia o código JavaScript, que retransmite as informações sobre o visitante ao provedor de serviços de análise da web, que geralmente é um terceiro.

A marcação de páginas desta maneira podia ser cara porque a empresa precisaria pagar o provedor de serviços para obter detalhes sobre informações de audiência. Os desenvolvedores da Web também precisavam fazer alterações em cada página para adicionar o JavaScript, mas a precisão dos resultados em relação aos arquivos de log era alta neste método, portanto, mais empresas preferiam solicitar serviços especializados. O método JavaScript também era mais popular porque permitia que os desenvolvedores de conteúdo fizessem alterações na página em tempo real para registrar o comportamento do usuário. O site então podia ser ajustado e as palavras-chaves podiam ser modificadas instantaneamente para obter mais visualizações, enquanto que com a técnica de arquivos de log o atraso no acesso à informação era um problema sério.



Os cookies também eram atribuídas aos usuários e o site podia obter informações valiosas sobre visitas únicas ao site. No entanto, esse método teve sérios problemas relacionados à privacidade do usuário porque o visitante desavisado concordava inconscientemente com o uso de suas informações pessoais sem consentimento. As empresas usavam essas informação para pesquisa e, ocasionalmente, a informação eram vendidas para outros gigantes comerciais para fins publicitários. Esta abordagem, portanto, se tornou em uma publicidade negativa. Normalmente, existem dois tipos de cookies usados, cookies de primeira pessoa e cookies de terceiros; O primeiro é usado pelo próprio site para gravar o comportamento do usuário , enquanto no outro caso, outra empresa externa está coletando e coletando esses dados para análise.

Outras técnicas incluem o uso do código Ajax, que retransmite informações sobre o usuário para a empresa de análise da web. Terceiros também podem analisar o tráfego da web e isso exigirá que o computador do usuário realize uma pesquisa do Servidor de Nomes de Domínio. A marcação de página é benéfica de uma maneira adicional porque fornece informações sobre formulários incompletos, visualização de vídeo e uso do mouse no site.

Determinando localização geográfica
A determinação de geolocalização aumenta em importância porque os sites desejam adaptar seu conteúdo para atender às necessidades de seus usuários. Mesmo que um mundo globalizado tenha levado a uma maior semelhança nos gostos, ainda existem grandes diferenças e culturas, origens econômicas e estilos de vida que precisam ser conhecidos pelas empresas. Se uma empresa receber a maioria de seus visitantes de uma região específica, será inteligente projetar seu conteúdo e oferecer produtos específicos para atender a base de clientes desta região.

A tecnologia Internet Protocol Intelligence é usada para descobrir o país, região, cidade e código postal do visitante. O tipo de conexão, identidade do Provedor de Serviços de Internet e informações de proxy também podem ser decifradas a partir desta tecnologia. Usando essa informação, tornou-se fácil para empresas fazer segmentação de mercado e segmentação comportamental. Para as empresas que têm uma análise de localização geográfica local é uma ótima ferramenta, pois podem redirecionar os usuários do site para sua saída física.

Análises de Cliques
Os padrões dos cliques de um usuário em um site são medidos nesta categoria. Os sites atualmente não são apenas páginas HTML estáticas. Eles consistem em imagens, galerias, vídeos, links múltiplos e vários conjuntos de páginas com diferentes níveis de elementos interativos. Os proprietários do site estão interessados ​​em saber o que os usuários geralmente clicam, então eles podem investigar as razões por trás da maior atenção dada a alguns elementos sobre o outro. Coisas como colocação de objetos, seqüências, navegação, estilo de texto e visibilidade, cor e design podem ser avaliadas por essas métricas. Se mais usuários tendem a clicar em algo, é demonstrado obviamente o seu interesse nesse item.

O processo de análise de clique pode acontecer em tempo real, onde os editores personalizam o conteúdo do site imediatamente para obter mais cliques. Isso pode acontecer se houver um desconto ou oferta de vendas em um site e os editores gerenciem o conteúdo em tempo real para atrair o maior número possível de clientes. Análise de clique pode ser feita em tempos irreais, o que dá uma imagem geral do desempenho de diferentes elementos no site. Os cliques são coletados no backend registrando o clique quando acontece ou considerando que cada visualização de página é o resultado de um clique.


Google Analytics – https://analytics.google.com

Uma das ferramentas mais populares usadas por diferentes sites e empresas para analisar o tráfego da web é o Google Analytics, um serviço gratuito, usado por qualquer site que deseja obter informações sobre seus usuários. Pode-se descobrir sobre suas fontes de tráfego, taxa de conversões, etc. O retorno da publicidade, o desempenho dos sites referentes e o sucesso do marketing por e-mail também podem ser vistos. Ele fornece relatórios detalhados e gráficos de movimento para cerca de 100 sites por usuário cadastrado. As métricas relacionadas ao comércio, como receitas e vendas, também são apresentadas. Além disso, fornece ferramentas para otimização de mecanismos de pesquisa (SEO).

Continue lendo as demais aulas deste CURSO DE MARKETING DIGITAL ONLINE GRÁTIS

Marketing Digital Online

Avalie esta página! Obrigado!

Web Analytics: Métodos de medição de tráfego na web
5 (100%) 1 vote

0 responses on "Web Analytics: Métodos de medição de tráfego na web"

Deixe sua mensagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

gyncursos.com.br © Desenvolvido por GYN SITES