Origem e História da Otimização Para Mecanismos de Busca

Origem e História da Otimização Para Mecanismos de Busca

O conceito básico, subjacente de SEO, ou Otimização Para Mecanismos de Busca, começou em meados da década de 1990.

Os primeiros motores de busca, depois que os webmasters enviavam os nomes e as URLs de seus sites, começaram a digitalizar e indexar os sites com a ajuda de “aranhas”, que servia para “rastrear” uma página. Estes funcionaram essencialmente como um agente de digitalização. As aranhas passaram o conteúdo do site e digitalizaram os links fornecidos no site. Toda essa informação foi armazenada e enviada para indexação.

Uma vez que a aranha baixava o essencial de qualquer página da Web, era analisada e ordenada no próprio servidor do mecanismo de pesquisa. Esta análise e classificação era então encaminhada para o indexador, que, por sua vez, localizava e extraia os detalhes importantes do conteúdo, como contagem de palavras, densidade de palavras-chave, qualidade dos links fornecidos, etc.



Os primeiros algoritmos utilizados pelos motores de busca
Hoje, os motores de busca incorporam e usam algoritmos sofisticados e altamente sensíveis para identificar e exibir o melhor conteúdo de alta qualidade e os links fornecidos nos sites. As primeiras versões de algoritmos, porém, funcionaram principalmente com base nos dados fornecidos pelos webmasters. Esta informação incluia Meta tags, que muitas vezes levavam à representação imprecisa do conteúdo real do site. Isso geralmente levou a resultados mal interpretados. Portanto, no início, o sistema de motores de busca foi muitas vezes fraudado devido a essas deficiências e, portanto, links irrelevantes foram adicionados às listagens das páginas de pesquisa como resultado. Naquela época, era muito mais fácil manipular os algoritmos dos mecanismos de busca para obter classificações mais altas do mecanismo de pesquisa.

Algoritmos atuais: não divulgação
A manipulação constante, como esperado, atingiu a qualidade dos motores de busca. Os motores de busca baseavam-se em webmasters para fornecer uma representação verdadeira de seu conteúdo. No entanto, isso só levou a um grande nível de manipulação de links. Isso eventualmente criou a necessidade de desenvolver algoritmos matemáticos mais rigorosos e mais refinados. Os motores de busca se esforçaram para eliminar a necessidade de confiar em conceitos pouco velados, como a densidade de palavras-chave, que podiam ser facilmente manipulados e usados ​​contra as políticas das listas de mecanismos de pesquisa.

Os motores de busca agora funcionam em sistemas de classificação extremamente complexos e trabalham ao longo de regras rígidas de manter os algoritmos envolvidos. Google, Bing e Yahoo! são conhecidos por não revelar os detalhes de seus algoritmos atuais. Até o ano de 2004, vários motores de busca adotaram uma série de fatores complexos não revelados para seus sistemas de classificação, a fim de evitar a manipulação de rankings e falsas representações.

Continue lendo as demais aulas deste CURSO DE MARKETING DIGITAL ONLINE GRÁTIS

Marketing Digital Online

Avalie esta página! Obrigado!

Origem e História da Otimização Para Mecanismos de Busca
5 (100%) 1 vote

15 de novembro de 2017

0 respostas em "Origem e História da Otimização Para Mecanismos de Busca"

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

gyncursos.com.br © por GYN / Todos os direitos reservados