Movimentos das mãos adequados

Movimentos das mãos adequados



Os movimentos das mãos são de natureza bastante involuntária.

No entanto, nos dizem muito sobre a pessoa que está usando as mãos enquanto fala.

Existem regras para a linguagem corporal positiva, mesmo em caso de movimento das mãos.

Regra 1: abra suas palmas

A primeira regra é ter sempre a palma da mão aberta.

As palmas das mãos abertas significam abertura e aceitação.

As palmas das mãos abertas também significam honestidade e sinceridade.

No entanto, há algumas maneiras de entender as palmas abertas das mãos.

Se as palmas das mãos estiverem abertas enquanto falam, mas estiverem viradas para baixo, isso significa um pouco de atitude autoritária da pessoa.

Isso é visível especialmente no caso de apertos de mão, como vimos no capítulo anterior.

No entanto, se as palmas das mãos estão abertas e estiverem voltadas para cima, então é um sinal não ameaçador.

Essa pessoa é acessível e pode ser vista como amigável na natureza.

A mudança de palmas, portanto, altera completamente a maneira como os outros nos percebem.

Regra 2: Não cruze os braços

Enquanto se fala, os braços não devem estar cruzados e as mãos não devem estar fechadas em forma de concha ou com dedos entrelaçados.

Mãos entrelaçadas mostram falta de compromisso e falta de confiança.

Braços cruzados mostram posição defensiva ou nervosa.

Também foi observado que, se uma pessoa fica com os braços cruzados, ela compreende muito menos a conversa em comparação a uma pessoa com braços abertos.

Além disso, a linguagem corporal defensiva também leva a um menor poder de retenção da comunicação.

É da nossa natureza cruzar os braços para nos sentirmos confortáveis.

No entanto, estudos mostraram que tal linguagem corporal é percebida como negativa pelas pessoas.

Além disso, punhos cerrados também são um grande não durante as conversas.

Os braços não devem ficar abaixo do nível da cintura e devem sempre ser levantados acima da cintura enquanto falam.

Os braços podem cair ocasionalmente, mas não podem ficar assim durante toda a conversa.

Regra 3: Não segure um de seus braços

Enquanto estiver falando com alguém, não segure um de seus braços, seja por trás ou pela frente.

É um sinal de insegurança.

Sempre evite segurar os braços juntos na frente da área da virilha, pois isso também mostra insegurança.

É chamado a posição de zíper quebrado.

Esta é uma postura que mostra insegurança e submissão ao mesmo tempo e, portanto, deve ser evitada a todo custo.

Não fique ajustando as abotoaduras ou gravata em público, pois isso mostra novamente que você está muito preocupado com suas inseguranças de sair em público.

As mulheres devem ficar atentas para segurar suas bolsas perto de si enquanto falam, mostrando sua posição defensiva e sua natureza insegura.

Regra 4: Barreiras de braço zero

Quando você está em um restaurante ou lanchonete, não segure sua caneca de café perto de seu peito.

Não deve haver barreiras nos braços quando estiver conversando com outra pessoa.

Mantenha uma linguagem corporal aberta e segure a caneca de café ao lado.

Regra 5: Paralelo Sobre Perpendicular

Em discussões em grupo, é um mandato que se você tiver que apontar para alguém, não use o braço que será perpendicular a eles.

Use o outro braço que pode apontar para eles e pode ser paralelo ao seu peito também.

Ter o braço perpendicular ao peito para apontar para os outros é geralmente um gesto grosseiro.

Sempre tente ter o braço paralelo ao corpo.

Braços e mãos têm que ser usados ​​com cuidado em conversas.

O movimento de seus braços e mãos pode ajudar ou prejudicar sua discussão e pode alterar os resultados de forma significativa.




Clique em PRÓXIMA AULA abaixo para continuar este curso e receber um Certificado Digital gratuitamente ao concluir

CADASTRE-SE AGORA em nosso canal de Cursos em Vídeos no YOUTUBE para receber novos Cursos em primeira mão – youtube.com/c/GynCursosOnline

 
gyncursos.com.br © Desenvolvido por GYN SITES