Setup do Computador

Setup

É um programa responsável por realizar configurações básicas de hardware em um microcomputador.

Você pode estar se perguntando: e como eu faço para instalar esse programa?

Na realidade, não precisamos instalar o setup, pois ele já vem instalado de fábrica na memória ROM do microcomputador.

A memória ROM é uma memória principal existente em toda placa-mãe e contém informações preestabelecidas de fábrica.

setup é uma das informações contidas na memória ROM, conforme já visto.

Como todo microcomputador possui memória ROM, conclui-se que toda máquina possui setup. Por isso não é necessário instalá-lo, apenas configurá-lo de acordo com o hardware encontrado no micro.

Muitas pessoas acham que o setup é um programa gravado no HD. Ao contrário, o setup é necessário para concluir a instalação do HD.

Essa configuração física é necessária. Entretanto, não é o suficiente.

Toda essa configuração, que é feita através do setup, não terá sucesso se não configurarmos também a parte do software.

setup é um programa para realizar a configuração básica de hardware. Na montagem de um microcomputador, primeiro realizamos a instalação física e, em seguida, realizamos a configuração hardware, através do setup.

O programa setup está na maioria das vezes em inglês.

A princípio pode parecer assustador, mas você verá que as palavras-chave já são utilizadas frequentemente na informática.

  1. Como acessar o setup?

    Para acessar o setup, é necessário ligar o micro e, imediatamente, pressionar a tecla Del no teclado.

    Assim que pressionamos a tecla Del, a tela principal do setup aparece no monitor.

    Os setups nem sempre apresentam a mesma aparência, embora tenham sempre a mesma finalidade.

    Suas funções principais são as mesmas. A aparência do layout vai depender do modelo da placa-mãe e da memória ROM.

    O importante é compreender que todo setup tem a mesma finalidade, ou seja, realizar configurações básicas de hardware.

    Os menus referem-se às funções do setup e a legenda, na margem inferior da tela, facilita a utilização do programa.

  2. Menus da tela principal

    Agora você vai conhecer os menus que fazem parte da tela principal do setup.

    1. Standard – significa básico

      O menu Standardé relacionado a configurações básicas do hardware. É o menu mais importante do setup. Nesse menu é feita a configuração de to- dos os dispositivos IDEs e drivers de disquete existentes em um micro, além da data e hora do computador.

      Figura: Tela principal do setup, com o menu Standard selecionado.

      Figura: Tela da configuração Standard

    2. Advanced – significa avançado

      O menu Advanced é relacionado a configurações mais avançadas como, por exemplo, a da sequência de boot. Esta opção é geralmente utilizada durante o processo de instalação do sistema operacional em uma máquina.

    3. Integrated peripherals – significa periféricos integrados

      Por este menu é possível configurar várias opções relacionadas a periféricos ou dispositivos integrados na placa-mãe. Podemos, por exemplo, habilitar ou desabilitar qualquer um deles.

    4. Power management – significa gerenciamento de energia

      Este menu possui configurações relacionadas ao gerenciamento de energia. O gerenciamento de energia consiste em monitorar todos os procedimentos relacionados ao hardware e, após detectar um determinado período sem a ocorrência de procedimento, usar comandos para diminuir o consumo de energia. Este recurso só está disponibilizado nas placas-mãe mais modernas.

    5. PnP/PCI Configuration– significa configuração

      Plug and Play

      Este menu é relacionado a configurações de dispositivos plug and play (conectar e jogar). Esses dispositivos se configuram automaticamente, na maioria das vezes. Por este menu é possível indicar interrupções de hardware que estão sendo utilizadas por placas que não são plug and play.

    6. PC status – significa status do PC

      Este menu é relacionado a configurações específicas de algumas placas-mãe e status do PC. Por esse motivo, não está presente em todos os setups.

    7. Frequency/voltag – significa frequência e voltagem da CPU

      Este menu está relacionado a configurações de frequência e voltagem do processador. Por esse recurso é possível realizar overclock. Entretanto, é importante lembrar que esse procedimento pode diminuir a vida útil do processador. Esse recurso não está disponível em todas as placas-mãe.

    8. Top performance – significa alta performance Menu relacionado a sugestões de configurações, no qual será possível obter um maior desempenho do micro. Esse recurso não é encontrado em todas as placas-mãe. Nem sempre a configuração sugerida traz de fato um alto desempenho para o microcomputador, pois essas configurações não se preocupam com a confiabilidade nem com a estabilidade do micro.

    9. Load fail-safe defaults – significa padrão à prova de falhas

      Este menu apresenta uma configuração automática do setup que faz o micro operar em baixa velocidade. Geralmente é utilizado quando o micro está apresentando defeitos, pois é resistente a falhas.

    10. Load optimized defaults – significa padrão otimizado

      Este menu apresenta uma configuração automática do setup, pela qual o micro alcança um bom desempenho, sem comprometer a confiabilidade e a estabilidade do computador.

    11. Set user password – significa senha para usuário Esta parte do setup é muito simples. Consiste na definição de senhas que podem bloquear o uso do micro ou do setup.A senha criada no menu Supervisor é relacionada ao acesso ao setup, e a senha criada no menu Usuário é relacionada ao acesso ao micro.Após configurar uma senha, só é possível acessar o micro e/ou setup digitando a mesma senha. Se você quiser desativar essa senha, deve utilizar o mesmo menu.
    12. Exit without saving – significa sair do setup sem salvar as alterações

Por esses menus é possível sair do setup. A diferença é que uma opção salva as alterações antes de sair e a outra, não.



 
gyncursos.com.br © Desenvolvido por GYN SITES