Conservação das cédulas de dinheiro


Você sabia que, para produzir dinheiro, gasta-se dinheiro? E que são utilizados recursos naturais para a produção de cédulas? Os maus-tratos na utilização do dinheiro encurtam a vida útil das cédulas. Os hábitos que mais estragam as cédulas são: grampear, amassar, rabiscar, desenhar e tirar o fio de segurança.

Somente em 2012, o BCB recolheu 2,2 bilhões de cédulas impróprias para a circulação, e o custo para a reposição dessas células ficou em torno de R$394 milhões. Se conservarmos melhor as nossas cédulas, o governo vai precisar produzi-las em menor quantidade e, portanto, gastar menos. Como sabemos, se o governo gasta menos, pode cobrar menos impostos.

Como se pode perceber, conservando bem o seu dinheiro, todos nós ganhamos!

Ponha em prática

    • Mude seus hábitos para consumir mais e melhor. Pequenas mudanças no seu comportamento diário podem levar a grandes resultados. Comece hoje mesmo!

    • Tenha disciplina e compromisso. Ao controlar os seus impulsos de consumo, o maior beneficiário será você mesmo, além de contribuir para a sustentabilidade do ambiente.

    • Planeje suas compras parceladas. Quando você anota suas prestações para os meses futuros, torna-se mais consciente do quanto sua renda já está comprometida. Isso evita compras parceladas em excesso e protege contra problemas de se endividar demasiadamente.

    • Reconheça as estratégias de vendas. Ao tomar conhecimento do que o marketing e o comércio fazem, você está mais capaz de resistir às tentações de consumo e das armadilhas que aparecem.

    • Adote um estilo de vida saudável, em vez de se guiar apenas por modismos ou status social. Estar consciente do que é importante para suas necessidades ajuda nas decisões de consumo.

    • Não amasse ou rasgue as células nem escreva nelas. Quando você conserva as cédulas em bom estado, mais tempo elas irão durar, circulando nas compras e vendas, custando menos para você e para sociedade.


 
gyncursos.com.br © Desenvolvido por GYN SITES