Como Fazer Crítica Construtiva

Como Fazer Crítica Construtiva



Fazer críticas construtivas é o segundo estágio da orientação.

Nesta fase, o mentor precisa ser flexível e engenhoso. Ele precisa ser capaz de perceber quais áreas são os obstáculos do aprendizado para o aprendiz.

Ele precisa manter uma agenda progressiva em sua mente, mas também deve estar disposto a recuar para abordar uma preocupação na mente dos orientandos, se necessário.

Tem havido casos em que os aprendizes se envolvem genuinamente no processo de orientação se suas antigas interpretações errôneas de normas foram abordadas de maneira lógica e construtiva.

Quando este bloco inicial é abordado, o aprendiz quer aprender coisas com uma abordagem mais positiva. Esta é a hora de encorajá-lo, mas não apressá-lo. Deixe-o aprender no seu próprio ritmo.

Sempre forneça críticas construtivas ao comportamento, percepções e atitudes atuais do mentorando que o impedem de progredir. No entanto, o outro lado deste exercício bem intencionado é que o aprendiz pode ficar na defensiva e se retrair de volta para seu casulo.

Usando histórias como uma ferramenta eficaz

Para apontar os erros óbvios de pensamento e atitude nos aprendizes sem parecer conflituoso, o método mais fácil é usar ilustrações e histórias da sua própria experiência pessoal para descrever cenários semelhantes em que as pessoas encontraram uma maneira de lidar com seus demônios internos.

Isso ajuda o aprendiz a se identificar com os personagens da história e se sente conectado, em vez de se alienar do mentor.

A chave é ser compreensivo e observador. Uma ligeira mudança na percepção do mentor pode fazer com que o aprendiz saia do programa.

O mentor precisa tomar cuidado para que ele não diga algo muito próximo do problema e não interprete erroneamente algo que o aprendiz tenha subconscientemente mencionado.

Alcançar novos entendimentos é fundamental para o próximo estágio. Esse estágio pode durar dias, semanas e, em alguns casos, até meses. No entanto, uma vez que o aprendiz passa este estágio e segue em frente, o resto da jornada se torna muito mais fácil de percorrer.

Propriedade de problemas

Um aprendiz só praticará um conjunto de ações quando acreditar que essas etapas levarão à solução de seus problemas. Nesta fase, basta dar instruções sobre como o aprendiz está implementando o aconselhamento em suas ações. O aprendiz deve receber metas e um objetivos claros. Defina reuniões com o aprendiz periodicamente para verificar se a implementação está sendo bem sucedida.

No entanto, o mentor deve ser cauteloso para não esperar uma implementação bem-sucedida dos planos de ação desejados toda vez que houver uma reunião. Ele deve encorajar o aprendiz a repetir suas tentativas, caso ele enfrente uma falha em qualquer passo.

A abordagem do mentor deve ser tentar levar o humor dos mentorandos para um resultado positivo, enquanto aborda as questões e as orienta sobre como lidar com as situações difíceis. O mentor também deve sempre celebrar o sucesso do aprendiz e fazê-lo sentir-se como alguém inteligente e competente.

O que os mentores devem ter em mente

O ponto mais importante na orientação é evitar soluções rápidas; porque provavelmente você não as terá.

Um mentor se aproxima de um mentoreado para tratar de questões de longa data, porque que a busca por uma solução rápida será uma maneira clara de fracassar.

O mentor precisa ter uma visão de longo prazo e deve checar pacientemente todo o percusso de progresso do aprendiz durante longos intervalos, para que o processo de orientação realmente funcione bem.

Para entender a psicologia do mentoreado e dar sugestões relevantes, os mentores devem tentar implementar os seguintes pontos em sua pedagogia de mentoring:

  1. Conheça os aprendizes regularmente
  2. Evite julgar os mentorandos por suas ações
  3. Não dê falsas garantias de ter todas as respostas
  4. Defina expectativas e limites claros
  5. Mantenha confidenciais todas as conversas com os aprendizes
  6. Mantenha a honestidade a todo custo
  7. Reconheça que você também precisa de suporte
  8. Ajude seu mentorado com referências
  9. Os estágios iniciais de orientação serão difíceis. Tenha paciência!
  10. Não se tente resolver as questões do mentorando; forneça orientação apenas



Clique em PRÓXIMA AULA abaixo para continuar este curso e receber um Certificado Digital gratuitamente ao concluir

CADASTRE-SE AGORA em nosso canal de Cursos em Vídeos no YOUTUBE para receber novos Cursos em primeira mão – youtube.com/c/GynCursosOnline

 
gyncursos.com.br © Desenvolvido por GYN SITES